Arte da semana – xadrez

Bom, pra começar não sou muito fã de esmalte vermelho (e nem rosa), mas a pedido do marido, as unhas dessa semana estão vermelhas, mas para quebrar um pouco e deixar pelo menos uns dias, optei por incrementar.

Usei:

  • Possessão Rosa – Risqué
  • Carimbo Konad, placa M60
  • Coberto extra brilho – Colorama

O marido disse que ficou meio vampiresca. Eu gostei do resultado. Só assim para usar vermelho, que aliás foi ganhado e não comprado.

Posted in Arte em unha, Carimbo, Esmalte, Manicure, Nail Art, Unha | Tagged , , , | 3 Comments

Unha acrílica

Comentei que estou cuidando mais das unhas, e claro que nem tudo são flores, minhas unhas nunca foram muito fortes, escamavam só de olhar e daí para quebrar era um pulo, ou uma trombada na gaveta…

Bem, mudei minha alimentação, passei a beber mais água, e diminuiu muito a escamação, mas como comecei a deixar mais comprida, as danadas ainda rachavam, e só para “facilitar”, era no cantinho, bem pertinho da carne.

Depois de algumas dicas da internet, usei remendos com cola de unha postiça e papel higiênico, mas o resultado ainda não era o ideal e a manutenção era a cada 3, 4, no máximo 5 dias, toda vez que trocava de esmalte.

 

Mais uma pesquisa nos blogs de unha e veio a idéia de fazer unha gel, mais algumas buscas e encontrei 2 lugares que fazem em São Paulo, a Artisalus e a Nail Shop, como a primeira é muito longe para mim (Tatuapé), e a segunda é do Empório da Unhas, parceiro do site Gigiland, optei pela Nail Shop.

Liguei marquei hora e já tirei algumas dúvidas por telefone, a Paula que me atendeu foi super atenciosa e informou que não precisa me preocupar em tirar a cola, cortar ou qualquer outra coisa que eles faziam lá. Mesmo assim acabei tirando o esmalte que tava a mais de uma semana e quase cortei curtinha, ainda bem que resisti.

Chegando lá fui recebida pela própria Suely, super simpatica, já olhou minhas unhas, elogiou, disse que eram bem lisinhas e sugeriu um procedimento menos radical que a unha gel, efetuar fortelecimento das unhas inteiras ou só rachadas com o Acrylfix e reconstrução das quebradas com Acrílico, topei e assim fizemos.

Assistam uma parte do processo:

O processo é um pouco mais longo do que parece no video, depois de seco o acrílico ainda é polido, lixado e ajustado para ficar o mais natural possível na mão. A Rose que efetuou todo o serviço. Ela é atensiosa e delicada, autorizou a pequena filmagem.

Abaixo os resultados:

 

Notem que mesmo usando o acrílico cor natural, a unha do dedão ainda ficou mais transparente do que é minha unha natural, as pontas são bem branquinhas.

As unhas reconstruídas com acrílico ficam mais grossas que as naturais, mas não dá para perceber, somente quando eu mostro que notam a diferença.

E as unhas com acrylfix ficaram realmente bem mais resistentes, dá para notar a rigidez maior.

E o melhor de tudo? O preço, gastei somente R$45,00, quando esperava gastar R$150,00, que é o preço para unhas gel em todos os dedos.

Isso mostra um imenso compromisso da Nail Shop de efetuar um bom atendimento e excelente serviço, e não só se preocupar com o lucro. Afinal eu pedi um serviço bem mais caro, mas por recomendação da própria dona, efetuamos um procedimento que atende minhas necessidades, é bem menos agressivo com minhas unhas naturais e mais barato.

Adorei o resultado, amei o atendimento e recomendo para todos que me perguntam.

Posted in Esmalte, Manicure, Opinião, Pessoal, Unha | Tagged | 2 Comments

Dirigir – um passo de cada vez – I

Post rapidinho só para registrar um grande passo que dei ontem, fui e voltei dirigindo da casa da minha mãe. UHUUUUU!!!!!

Tenho carteira de habilitação de motorista há mais de 10 anos, e sempre arranjei uma desculpa para não guiar um carro. Cheguei até a criar pânico, de tremer e suar frio só de pensar em sentar no banco do motorista.

Uns 3 anos atrás, fiz aula em escola especializada para pessoas habilitadas, não cheguei a passar com psicologa, mas fui pegando várias dicas super úteis. Um acontecimento que não vem ao caso no momento, acabou me deixando travada por mais um tempo.

Ano passado, cismei que ia domar essa fera, e fui em busca de comprar um carrinho usado, que assim não ficaria com dó, caso alguma coisa saisse de controle, ou uma raladinha na saída da garagem.

Só para continuar minha auto-sabotagem, coloquei um milhão de itens que o carro teria que ter, assim seria quase impossível encontrar um a altura. Mas acabou que um amigo estava trocando de carro, e optei por comprar dele, assim conhecendo a procedência o risco de surpresas era menor.

Claro que aí o processo também empacou, depois de fechado o negócio, ainda demorou uns 4 meses para efetivar pagamento e pegar o carro. Meu amigo teve problema com as documentações necessárias para o carro dele, que foi atrasando a entrega do meu.

Carro entregue, fiz todo um plano de cabeça de como daria os meus passos para enfim ter essa facilidade ao meu lado.

Dei uma volta na quadra de casa na segunda ou terceira semana que estava com o carro, e foi a maior emoção, mas o bichinho voltou a ficar acumulando  pó na garagem.

Quando minha irmã passou uma temporada em casa, comecei com o segunda passo, tirava e colocava na garagem uma vez por semana, pois tínhamos que manobrar os carros em dia de rodízio e outros.

Lá se foi minha maninha pra casa dela, e o carrinho voltou a fazer sombra pras plantas por mais uma temporada, uns 2 ou 3 meses aproximadamente.

Mas eu ainda não me dei por vencida, aproveitei a desculpa que minha cunhada precisa praticar direção para tirar a carteira dela, e ontem lá fomos nós, praticamente de madrugada, dar umas voltinhas no bairro.

Foi muito bom, fiquei encharcada de suor, mas foi correndo tudo bem, e veio a idéia de ir até a casa da minha mãe, apesar de ser perto, tem uma série de obstáculos que poderiam me atrapalhar no caminho.

Subidas intermináveis, faróis no fim delas, ônibus e micro-ônibus cruzando na minha frente. Mas eu fui, e me senti super bem.

Vou continuar com meu programinha de um passo por vez, afinal ninguém nasceu andando, teve que se firmar, aprender a engatinhar, dar os primeiros passos apoiado por outras pessoas. Enfim, também não será da noite para o dia que vou sair pilotando formula 1 por aí.

Fui…

Posted in Pessoal | 2 Comments

Viagem de Férias – parte 2

Continuando o relato das últimas férias, no primeiro dia conhecemos a praia próxima ao hotel, Ponta Negra, somente 2 quadras e estávamos com o pé na areia, valeu mesmo ver comentários de usuários no Tripadvisor para escolhê-lo (ainda tenho que comentar lá).

Almoçamos em um rodízio de camarão, mas como sou alérgica pedimos a conhecida carne de sol, veio muuuuiiiittttaaaa comida, e sobrou pra caramba (onde estavam minhas dogs para filar ???). Aí já viu né? Barriga cheia, voltamos para o hotel para pegar o carro, e acabamos tirando um cochilo, providencial, já que eu tinha dormido pouco a noite anterior.

Fomos então em busca da Fortaleza dos Reis Magos, sem saber o endereço certo, mandamos o GPS nos levar a rua mais próxima que encontramos no mapa, a desvantagem foi que ele nos mandou por um caminho por dentro da cidade, então não tinha uma bela paisagem.

Chegando lá, acabamos parando o carro perto de um mirante, e camelamos pela praia até a entrada da fortaleza, e tivemos que pular uma mureta, pois a entrada certa era por outro lado andando uma passarela imensa, e ficamos com preguiça de voltar tudo.

Bem organizado, conservado e com bastante informação, uma gaivota (acho) deu o ar da graça e nos presenteou com um voô bem pertinho, claro que na foto ficou longe.

Segundo dia fomos para a famosa Pipa, novamente com a ajuda do GPS, na estrada passamos pela Barreira do Inferno, mas não entramos. Junto com outros 2 casais, alugamos um passeio de lancha para ver Golfinhos.

De lá fomos para Tibau do Sul, almoçamos um maravilho peixe na barraca do Adriano, caminhamos um pouquinho na praia que estava quase uma piscina e fomos para Sibaúma, que não foi tudo isso, devíamos ter ficado em Tibau.

Encontramos a Praia do Amor, mas não tiramos a conhecida foto na Gruta em formato de coração, porque a maré já estava alta, não sei se vale, mas tiramos foto de cima.

No caminho de volta choveu, mas quando chegamos em Natal já tinha parado, jantamos na Pizzaria Mazzano.

Parte 1

Posted in Brasil, Viagem | Tagged , , | 2 Comments

Previsão do tempo

Céu azul com nuvens esparsas:

Esmalte da semana – Marina com carimbo Konad placa M79

Posted in Arte em unha, Carimbo, Esmalte, Manicure, Nail Art, Unha | Tagged , , , | 2 Comments

Como embrulhar presente com ajuda dos cães

1. Junte os presentes, as caixas, o papel de embrulho etc. no meio do chão na sala.
2. Pegue a fita adesiva do filhote.
3. Tire a tesoura da boca do cachorro mais velho.
4. Abra a caixa.
5. Tire o filhote da caixa.
6. Tire a fita adesiva da boca do cachorro mais velho.
7. Tire a tesoura do filhote.
8. Coloque o presente na caixa.
9. Tire o presente da boca do filhote.
10. Coloque-o de volta na caixa depois de tirar o filhote de dentro dela.
11. Tire a tesoura do cachorro mais velho e sente em cima dela.
12. Tire o filhote da caixa e coloque a tampa.

13. Tire a fita adesiva do cachorro mais velho.
14. Desenrole o papel de embrulho.
15. Tire o filhote DE CIMA da caixa.
16. Corte o papel, com cuidado para não cortar o pé ou o focinho do filhote, que fica no caminho enquanto o danadinho tenta “ajudar”.
17. Deixe o filhote rasgar o resto do papel.
18. Tire o filhote de cima da caixa.
19. Embrulhe a caixa com o papel.
20. Tire o filhote da caixa e o papel de embrulho da boca dele.
21. Jogue a fita adesiva para o cachorro mais velho buscar para ele parar de roubá-la.
22. Tire a tesoura do filhote.
23. Pegue a fita adesiva que está com o cachorro mais velho.
24. Cole um pedaço rapidamente no embrulho antes de tirar a tesoura do cachorro mais velho e sentar novamente em cima dela.
25. Afaste o filhote que está tentando roubar a fita adesiva e cole outro pedaço no embrulho.
26. Pegue o laço do cachorro mais velho.
27. Corra atrás do filhote para pegar o rolo de papel de embrulho.
28. Tire a tesoura do cachorro mais velho, que a pegou quando você levantou.
29. Dê a caneta para o cachorro mais velho parar de lamber a sua cara.
30. Tire o filhote de cima do presente e, rapidamente, coloque um pedaço de fita adesiva para prender o papel.
31. Pegue o laço, já babado, do filhote e cole-o com fita adesiva, já que a parte autocolante já perdeu toda a cola.
32. Tire a caneta do cachorro mais velho, coloque o nome na etiqueta e cole-a no presente enquanto o filhote tenta comer a caneta.
33. Pegue o presente antes que o filhote o abra e guarde.

34. Limpe a bagunça que os cães fizeram brincando de cabo-de-guerra com o que sobrou do papel de embrulho.
35. Guarde o que sobrou do material e diga aos cães o quanto eles ajudaram.

Autor desconhecido, tradução: Silvia D. Schiros.

Posted in Animais, Como..., Vira-lata | Tagged , , | 1 Comment

Viagem de Férias – parte 1

Nem sei porque, mas amo viajar, acho que é uma das coisas mais relaxantes para se fazer, é ótimo conhecer lugares diferentes, tirar um milhão de fotos, e contar as aventuras na volta.

Acho que a experiência, as sensações, a novidade, enfim, não sei explicar, mas me sinto renovada depois de conhecer novos lugares.

Afinal a única coisa que podemos verdadeiramente dizer que levamos para o resto de nossas vidas é o que vivemos. Ou seja, situações que passamos, e as viajens proporcionam isso em dose cavalar, desde a escolha do lugar, a preparação de mala, a ansiedade e perda do sono na noite anterior a partida.

A expectativa de conseguir chegar até o destino, realizar os roteiros planejados, o clima estar a favor. Acho tudo isso maravilhoso. E quando estamos de férias, mesmo que algo dê errado ainda é bom, vale como ensinamento.

Vou falar da última por partes, escolhemos o nordeste brasileiro, para vermos o sol e esquentar os ossos, pois São Paulo essa época do ano é um frio de rachar, e eu detesto passar frio, além de ser baixa temporada, e os lugares estarem mais vazios e o preço ser muuuiiiito atrativo.

A escolha do lugar foi um pouco difícil, pois tínhamos poucos dias para viajar, e como bons brasileiros, deixamos para acertar com agência na última hora. Fomos para Natal-RN, lugar recomendado por família e amigos, mas o maridão não estava muito empolgado no começo.

Consegui uma promoção que nos permitiu economizar em torno de 40% no pacote hotel mais passagens aérea, mas ficamos presos a uma agência específica. Separamos algumas opções, mas chegando lá, não tinha vaga nos hotéis que escolhemos. Fiquei muito espantada, o que é que esse povo está fazendo no nordeste, quando todo mundo está trabalhando!!!

Enfim, conseguimos achar uma opção boa, que encaixou na nossa agenda apertada, mas ficamos na agência mais de 2 horas para acertar tudo, que bom que a atendente foi bem mais paciente e atenciosa dessa vez, pq ano passado… essa história é pra outro post.

Por mais que eu adore planejar as coisas e me antecipar, não sei explicar porque, não tenho conseguido, como diria uma amiga, pode ser auto-sabotagem, ou simplesmente forças externas. Mas as coisas não saem da forma que acho ideal. Mas mesmo assim tem dado certo, o que é muito bom.

Preparamos a mala no dia anterior, conferi uma 60 vezes para lembrar de tudo, e é claro que algumas coisas ficaram pra trás, tenho até um check-list para essa tarefa, mas quem disse que encontrei o dito cujo, foi de memória e aí já viu, né?

Tentei deitar cedo, mas a ansiedade foi maior e dormi muito pouco, aliás cochilei, porque acordava em intervalos de minutos e ficava encarando o relógio com medo dele não despertar. Um táxi nos levou ao aeroporto, mas continuei tensa se daria tempo ou não, porque era bem longe de casa.

O voô de ida foi tranquilo chegamos lá cedo, alugamos um carro no aeroporto mesmo, e com auxílio do GPS chegamos ao hotel em torno das 11:00 da manhã e tivemos tempo de aproveitar bem o primeiro dia, mas isso vai ficar para o próximo post. Aguardem.

Parte 2

Posted in Brasil, Pessoal, Viagem | Tagged , , , | 2 Comments

Mudando de opinião…

… e de atitude, acho que muitos já devem ter visto a propaganda de  um carro de marca francesa que fala algo assim: ” você que já mudou de opinião várias vezes, vai mudar de novo…”. Poderá ver aqui.

Muito bem, eu não sou de mudar de opinião facilmente, pelo contrário, pondero muito tempo, acompanho acontecimentos com outros, enfim, levo anos construindo uma idéia, e com cimento bem forte.

De qualquer forma, hoje me saltou aos olhos uma mudança em mim, que até bem pouco tempo atrás, era uma coisa que fazia uma vez por ano, e agora é toda semana.

Para ser bem sincera, dos 13 aos 17/18 anos fazia a cada 3 ou 4 dias, parei por muito tempo e só fazia em ocasiões especiais (por isso uma vez por ano), casamentos, formaturas, etc. e agora faço semanalmente, e se tivesse mais tempo faria até em intervalo menor (será que é vício???).

É a tão feminina manicure… eu costumava comentar espantada de amigas que iam toda semana ao salão para essa atividade: ” você acredita? TODA semana?”.

E agora estou eu aqui, dando a mão a palmatória, tenho que confessar que é muito prazeiroso, e não pensem que vou em profissional, não, sou eu mesma que faço. Inclusive esse é um dos motivos de ficar um tempão sem fazer, tem muita açougueira por aí, e quando você leva seu alicate de cutícula, elas normalmente torcem o nariz. Alôôô!!! É uma questão de higiene e saúde.

Tenho que agradecer minha cunhada, que me trouxe de volta essa paixão, ela deve ter em torno de uns 200! vidrinhos de esmalte. Estou me contendo pra não gastar todo o orçamento com isso, mas as vezes é irresistível.

E para unir minhas duas novas manias, estou seguindo nada mais nada menos do que 34 blogs sobre o assunto!!!

Uma parte que adorei, e não sabia que dava pra fazer em casa é arte, ou Nail Art, o mais comum é ver florzinhas, mas dá pra fazer de tudo pra incrementar, com o advento do carimbo então, aí que ficou mais fácil ainda.

Com o tempo vou postando minhas peripécias. Por hoje só uma amostra do que dá pra fazer.

Posted in Arte em unha, Esmalte, Manicure, Nail Art, Opinião, Unha | Tagged | 1 Comment

Se um cachorro fosse professor…

Já vi esse texto com variações e em formatos diferentes, mas acho muito interessante e quis dividir:

Texto de Ramiro Ros

Se um cachorro fosse professor, você aprenderia coisas assim:

– Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro.

– Nunca perca uma oportunidade de ir passear.

– Permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto.

– Mostre aos outros que estão invadindo o seu território.

– Tire uma sonequinha no meio do dia e espreguice antes de levantar.

– Corra, pule e brinque todos os dias.

– Tente se dar bem com o próximo e deixe as pessoas te tocarem.

– Não morda quando um simples rosnado resolve a situação.

– Em dias quentes, pare e role na grama, beba bastante líquidos e deite debaixo da sombra de uma árvore.

– Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.

– Não importa quantas vezes o outro te magoa, não se sinta culpado…volte e faça as pazes novamente.

– Aproveite o prazer de uma longa caminhada.

– Se alimente com gosto e entusiasmo.

– Coma só o suficiente.

– Seja leal.

– Nunca pretenda ser o que você não é.

E o MAIS importante de tudo….

– Quando alguém estiver nervoso ou triste, fique em silêncio, fique por perto e mostre que você está ali para confortar.

Posted in Animais, Opinião | Tagged | 1 Comment

Hora de organizar

Acho que fazia muito tempo que não ficava tanto tempo em casa, mas o bom é que está dando para organizar as coisas, armários, jogar fora papel velho e está até sobrando espaço.

É muito bom, pois como dizem os filósofos abre espaço para coisas novas, e é um “mal” necessário.

Eu que me considero uma pessoa que presa a praticidade, fico espantanda com o tanto de tralha que tenho guardada.

Como não tivemos muito tempo depois da mudança do apartamento para uma casa, muita coisa foi enfiada em qualquer lugar só para não ficar jogada, e só agora, depois de quase 2 anos que estou organizando.

E aparecem coisas sumidas na mudança, como a tampa do suporte para conter pó da furadeira, sabe Deus porque, estava dentro de uma sacola com um monte de pano vellho e mais outras sacolas plásticas.

Espero achar as luzes de enfeite de Natal, ha ha ha, apesar de já ter reposto, mas isso nunca é demais.

Vou tentar fazer disso uma rotina anual.

Posted in Opinião, Pessoal | 2 Comments